Seguidores

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Amélia às avessas

Amélia tocava flauta doce, mas nem o doce instrumento que tocava, nem o nome que  carregava lhe garantiram  uma personalidade amena. Dada a excessos, se amava, ia às últimas consequências. Demarcava território se preciso fosse. Qualquer coisa que  protegesse o amor das perdas e danos.  A principio, os homens se encantavam com aquela mulherque de tão arrojada, faltou pouco pra ser homem. Uma mera  distração, um cochilo da natureza talvez. Quando chegavam às vias de fato era ela quem dava o tom.   Atordoados, seus parceiros se afastavam , intimidados pela trepidante Amélia. Ela nunca conseguiu entender a vocação para desertor que os homens tinham. Com  lábios e olhos pintados , juntava os cacos e ia-se embora em busca de um novo amor.

Olíva Comparato

30 comentários:

  1. Bem resolvida essa Amélia.Lindo!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de ser um pouquinho dessa Amélia.
    Corajosa e desprendida, que exemplo de mulher! Que bela crônica!
    Beijinhos de olhares

    ResponderExcluir
  3. Ah, essa aí conquista todo mundo! Gostei!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Amei esta Amélia, se psrece comigo, tbm sou assim.
    Sempre sou quem diz a ultima palavra, por isto estou sozinha até agora. rs
    Me desculpe minha querida, mas homem não é tão arrojado assim. rs
    Assim todas as mulheres fossem assim, Amélias diferentes. Que bom seria hem!
    Ja imaginaste a revolução que isto causaria? rs

    Grata pela visita viu, estas começando agora é?
    Te desejo muito sucesso, desanima não viu.
    Un beso...

    ResponderExcluir
  5. Essa Amelia não é aquela cantada por Mario Lago e Ataulfo Alves com certeza...rs.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Obrigada por ser a número 300 entre meus visitantes, um número redondo, bonito.
    POde ficar a vontade , rs
    Sei que aqui ficarei rodeada de livros e palavras de escritora, é muita honra.
    Em cada uma de nós uma Amélia toma forma , cabe a nós reconhece-la e faze-la feliz, seja dócil ou forte.
    deixo abraços

    ResponderExcluir
  7. Essa era bem diferente,,,ela tinha o poder,,,ou será que não?...beijos de bom dia.

    ResponderExcluir
  8. Todas temos um pouco de Amélia, será?

    Obrigada pela sua companhia.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  9. para agradecer teu comentário em meu blog e para dizer - que belo nome de escritora tu tens, ó mulher!

    sem falar que gostei dos teus textos.
    besos

    ResponderExcluir
  10. gostei, bem melhor essa versão.

    obrigada pela visita, beijo.

    ResponderExcluir
  11. arrojo psicologista, sem dúvida. a criação de estereotipos segundo padrões de ordem sexual é arriscada, mas, salvaguardando-se as devidas excepções, funciona. e então, se numa lira doce como esta, ainda mais :)
    um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Ahhh, eles sempre fogem!

    Vim agradecer pela sua visita a meu blog!!!!
    Um beijo grande da sua mais nova seguidora!

    Álly ;*

    ResponderExcluir
  13. Adorável sua Amélia às avessas. Essa me parece mais 'mulher de verdade', livre de convenções, dependências, assumidamente dona de si.

    Igualmente adorável, sua visita ao
    t e x t u r a. Coincidência ou não, o campo de girassóis que considero mais exuberante está no Alentejo, terra de Florbela :)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, lindo texto, incentivador.
    Que todas nós mulheres deixasse prevalecer o lado Amélia, que sem parada nas questões, segue, sempre confiante, dona de si, dos seus sentimentos, acreditando na beleza existente dentro de si mesma...

    Lindo, lindo

    Minha amiga, palavras são poemas e como todo poema, são versadas, sentidas cá no imo de quem as descreve.
    Dia 20 dia do poeta, um dia que tbém é seu.

    Parabéns escritora.

    Bjs
    Livinha

    ResponderExcluir
  15. Nem todos os homens têm vocação para desertor, tá? :)

    Ótimo texto. E parabéns a Amélia Avessa!

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Amélia decidida, dona da sua vida e até dos seus "cacos"... Não chora sobre leite derramado
    E vai buscar novo amor, p'ra outro lado!
    Exemplo para seguir...
    Beijocas
    Graça

    ResponderExcluir
  17. e aonde quer que vá
    (céus, montanhas, mares)
    nunca se esqueça
    da flauta doce
    ...

    Carinhoso beijo.

    ResponderExcluir
  18. Oi, amada! Seja bem-vinda ao meu cantinho e que agora passou a ser nosso, é um grande prazer ter você em meu blog... Você é uma ótima escritora, li suas crônicas e fiquei apaixonada, parabéns!!
    Estou seguindo você...Beijos e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  19. Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para as letras, para a poesia, para o pensamento... para tornarmos mais claros nossos caminhos! Ao mesmo tempo em que te mobilizo para removermos este triste índice de 2 livros/ano por leitor brasileiro (na Argentina são dezoito livros/ano),
    te convido a conhecer meus romances. Em meu blog, três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
    Um grande abraço e boa leitura!

    ResponderExcluir
  20. Olá, obrigada pela visita, adorei seu blog e suas postagens tb.

    Bjaummm

    ResponderExcluir
  21. Muito bom o texto. Amei seu blog. Beijos

    ResponderExcluir
  22. oláaa

    obrigada por seguir,estou te seguindo tb.Adorei o blog....


    beijosss florr

    bom domingo

    http://antene-semakeup.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Oi Olívia, fiquei muito feliz com sua visita no meu cantinho...é um imenso prazer tê-la como minha seguidora....seu blog é uma delícia e suas poesias mais deliciosas ainda...parabéns...estarei te visitando sempre!!! Beijos!!!
    Regina

    ResponderExcluir
  24. amélias prendadas, amélias de guerra... ah! eu amo todas elas !

    beijo grande !

    ResponderExcluir
  25. Gostei dessa Amélia...determinada:)
    Beijo d'anjo

    ResponderExcluir
  26. Passei para reler mais uma vez, o teu belo texto.
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir
  27. Oi Olívia,

    Adorei sua Amélia...essa sim é de verdade!!E é assim mesmo... mulher autêntica, inteligente e independente assusta os "homens". Quero voltar outras vezes para conhecer seus outros escritos e conhecer melhor seu espaço. Prazer em conhecê-la.

    ResponderExcluir
  28. Adorei! Estou seguindo. Voltarei sempre por aqui.

    ResponderExcluir
  29. Entender as mulheres... Aqui encontrei um espaço para tentar... Mas o que querem as mulheres? Um poço sem fundo de mistérios. Quando mais procuramos significados, mais nos afundamos e ficamos às escuras...
    Grande abraço!

    ResponderExcluir